Informações Técnicas

Cargas para o cálculo de estruturas de edificações

ABNT

1. Objetivo

1.1 Esta norma fixa as condiçöes exigíveis para determinação dos valores das cargas que devem ser consideradas no projeto de estrutura de edificaçöes, qualquer que seja sua classe e destino, salvo os casos previstos em normas especiais.

1.2 Para efeitos desta Norma, as cargas são classificadas nas seguintes categorias:

  • a) carga permanente (g);
  • b) carga acidental (q).

2. Condiçöes Específicas

2.1 Carga Permanente

2.1.1 Este tipo de carga é constituído pelo peso próprio da estrutura e pelo peso de todos os elementos construtivos fixos e instalaçöes permanentes.

2.1.2 Quando forem previstas paredes divisórias, cuja posição não esteja definida no projeto, o cálculo de pisos com suficiente capacidade de distribuição transversal da carga, quando não for feito por processo exato, pode ser feito admitindo, além dos demais carregamentos, uma carga uniformemente distribuída por metro quadrado de piso não menor que um terço do peso por metro linear de parede pronta, observando o valor mínimo de 1 kN/m².

2.1.3 Na falta de determinação experimental, deve ser utilizada a tabela 1 para adotar os pesos específicos aparentes dos materiais de construção mais freqüentes.

2.2 Carga acidental
É toda aquela que pode atuar sobre a estrutura de edificaçöes em função do seu uso (pessoas, móveis, materiais diversos, veículos, etc.)

2.2.1 Condiçöes peculiares

2.2.1.1 Nos compartimentos destinados a carregamentos especiais, como os devidos a arquivos, depósitos de materiais, máquinas leves, caixas-fortes, etc., não é necessária uma verificação mais exata destes carregamentos, desde que se considere um acréscimo de 3 kN/m² no valor da carga acidental.

2.2.1.2 As cargas verticais que se consideram atuando nos pisos de edificaçöes, além das que se aplicam em caráter especial referem-se a carregamentos devidos a pessoas, móveis, utensílios e veículos, e são supostas uniformemente distribuídas, com os valores mínimos indicados na Tabela 2


Valores mínimos das cargas verticais (cargas acidentais)

(NBR 6120 / 1980)

Informações Técnicas